Dói-dóis, puns e urgências

  O sábado passado começou como tantos outros sábados: muita gritaria, regabofe e boa-disposição, no início das quarenta e oito horas favoritas dos pequenotes. Às nove e meia da manhã, hora em que finalmente consegui respirar e parar um pouco para pensar em formas de entreter o meu gaiato, estava longe de imaginar a parafernália …

Advertisement