No tempo em que…

  No tempo em que eu ia à praia com os meus pais, cabiam dois adultos e três crianças num carro normal, mais a bagagem e menos o ar condicionado. Cabiam também as malas todas no porta-bagagens e cabia ainda, com um pouquinho de boa vontade, aquele brinquedo que tinha mesmo de ir, sob pena …

Que fazer, quando tudo arde?

Hoje é noite de me sentar à frente do ecrã e de cumprir o compromisso semanal que tenho comigo próprio e com aqueles que me leem. Até tinha pensado num texto “bonito” e em continuar a minha cruzada da procura do belo. Mas não consigo. Já aqui há tempos escrevi sobre não me apetecer escrever, …

Desabafo.

Esta semana gostava de desmistificar a ideia que muitas pessoas têm de indivíduos que, como eu, trabalham em casa. Ou pelo menos tentar. E digo tentar porque há coisas nesta vida muito difíceis de explicar, e há também ideias extremamente complicadas de desconstruir. Mas vamos por passos, que havemos de lá chegar (não sei bem …

Ah, o trabalho!

Por motivos profissionais, esta semana não há texto (ou texto novo). Amanhã às 21:00h haverá uma surpresa, para a qual estão todos, desde já, convidados! Entretanto, deixo-vos com uma tartaruga de pernoca esticada, que se não compensa o facto de não haver texto, fica lá muito perto. Não fica?!